BANDIDOS MODERNOS

BANDIDOS MODERNOS


Mais um banco foi explodido, R$50 milhões foram levados. Essas notícias nem repercutem mais. Os Bandidos usam as armas, os carros, as motos e até aviões modernos.


Enquanto a polícia não tem condições de enfrentá-los. Falta tudo: gasolina, pneus, carros novos e armamento. Elementos bons eles têm, mas o Governo não supre as suas necessidades.

Todos os dias, vemos novos assaltos a bancos em cidades pequenas, os bandidos levam todo o dinheiro e fica tudo por isso mesmo.

Fizeram até uma imitação do grande assalto ao Banco Central de Fortaleza, há alguns anos, quando levaram mais de 140 milhões. Eles alugaram uma casa velha anexa ao banco e num feriado derrubaram uma parede da agência e carregaram tudo que tinha lá dentro.

Num outro caso usaram até uma pá carregadeira para destruir a entrada do estabelecimento bancário. Em todos os casos tudo foi muito bem planejado: polícia imobilizada, população assustada. Explosão de madrugada e o dinheiro some no ar. Se recuperam alguma coisa, não passa de 10% do total, isso quando a importância é revelada.

As estratégias são as mesmas: rodovias desimpedidas para fuga, carros dando todo apoio. Atiram para todo lado para intimidar o povo. Fazem barreiras com carretas ou outros obstáculos que ninguém pode ultrapassar.

Num desses casos, em cidade pequena, tiveram a audácia de quebrar os cadeados e colocando novos impedindo a polícia de sair com as viaturas para perseguição. Sem contar os pregos “miguelitos” que são sempre usados.

Em casos mais difíceis entram por estradas de terra e a seguir por rodovias asfaltadas.

Explodem carros-fortes com a maior facilidade. Levam tudo e até cofres inteiros.
Costumam sequestrar pessoas para garantia de fuga segura e depois as abandona em postos de gasolina ou mesmo no meio do caminho.

Eles agem com esperteza e rapidez não dando tempo para ninguém revidar.

Suas quadrilhas são grandes e cada setor trabalha na sua área, ignorando o serviço do outro, mas tudo muito bem controlado.

São assim os bandidos modernos.

Manoel Amaral
http://www.casadosmunicipios.com.br/blog/

ZICA VIRUS OU PREVISÕES PARA 2016

DIVERSAS PREVISÕES E PROFECIAS PARA 2016
Osvandir pesquisou, anotou, perguntou, entrevistou e vejam só o que ele pode apurar para o ano de 2016.  As fontes são secretas, como sempre, um mago do Amazonas, um astrônomo e um físico de São Paulo, um vidente, uma Mãe de um terreiro da Bahia, um escritor do Rio, um índio do Mato Grosso e vários outros estudiosos do assunto.


Tem três anos que publico esta lista e não mudou nada.
As previsões são as mesmas, entra ano e sai ano:
Tufões, maremotos e terremotos, passarão pelos EUA.
Um político safado baterá as botas para tirar a lama do Petrolão.
Atentado a bomba no Iraque, Paquistão ou Israel.
Israel promete não fazer mais guerra contra os fracos.
Ob ama o povo americano.
Terremoto na China ou no Japão destruirá uma cidade.
Maremoto pode acontecer no mar, próximo de alguma praia.
Arrastão: marginais vão “limpar” 1.500 pessoas na praia.
Mais um escândalo, políticos roubarão a caixinha de Natal.
Alguns políticos brasileiros terão prisão de ventre.
A turma do “colarinho branco” ficará sem a gravata.
Os EUA não invadirão mais nenhum país este ano.
A Amazônia deixará de ser cobiçada pela Inglaterra e por outros países.
As balas perdidas do Rio e São Paulo serão encontradas.
O Zica Virus foi inventado e patenteado por laboratório há muito tempo. E os cientistas, depois da aprovação da CPMF, chegarão a conclusão que ele não tem nada a ver com a Anencefalia.
Lembram dos mosquitos transgênicos? Está aí o resultado.
Mar de Lama não acontecerá em 2016. KKKKKK  E se acontecer as empresas não terão culpa de nada. O povo que é culpado por morar na beira do rio.
A AIDS terá uma vacina baseada no cocô de galinha preta.
Os traficantes vão doar grandes quantias em dinheiro, para a saúde pública.
Não haverá mais acidentes em nossas estradas que estão em ótimas condições.
Choverá muito no deserto de Atacama, ao norte do Chile.
Um vulcão extinto entrará em erupção, semeando lava no mar, formando uma ilha misteriosa.
Um meteoro cairá próximo ao México, aumentando, em consequência, o tamanho da ilha de Cuba, para desespero dos EUA.
Os minérios nióbio, urânio e outros importantes na era espacial, serão muito bem controlados pelo Governo Brasileiro.
Os Bancos vão baixar os juros dos cartões e cheques especiais.
As empreiteiras prometem gordas doações para eleição de 2016
Gasolina vai baixar de preço.
Governo diminuirá os impostos em 2050.
Deputados votarão o fim da reeleição em 2100!
Arqueólogos encontrarão numa ruína na Austrália novas profecias Maias para o ano de 2016.
As bolsas do mundo inteiro sofrerão queda neste ano, comemorando os 87 anos da “Quebradeira de 1929”.

Manoel Amaral

BILHETE FALSO DA MEGA SENA DA VIRADA

BILHETE FALSO DA MEGA-SENA DA VIRADA
Osvandir estava pensativo, triste e sem palavras, mais uma Mega-Sena da Virada e nada.
Antes estudou vários números, fez combinações, consultou a numerologia, avaliou bolões, marcou alguns pontos e sonhou: desta vez vou ficar rico!
Mas o jogo só trás benefício para a caixa (Governo); vejam só este resultado: foram arrecadados R$871,3 milhões e foram distribuídos em prêmios apenas R$ 263,29 milhões.
Dizem que 54% da renda dessa loteria são destinadas ao custeio de diversos programas sociais.
Nunca vi prestação de contas da Caixa ou de nenhuma dessas entidades.
Em nosso país existe um rolo compressor direto para a corrupção, tudo encobre e tudo arrecada em favor de um grupo do poder.
Agora apareceram várias fotos bilhetes da virada na internet com os números 01, 05, 11, 16, 10 e 56, a gente sabe que é fake, do contrário já teriam recebido da Caixa, o tão cobiçado prêmio.
Fazer bolão é besteira, veja só o caso de Brazlândia, um senhor fez uma única aposta, de R$2,50 e levou um prêmio de R$65.823.888,16.

É bom lembrar que este rateio de R$ 263,29 milhões é o maior que já houve até agora.

Caro leitor, não se iluda, vá trabalhar, sonhar com os milhões é até bom, mas a realidade é outra. Muito difícil ganhar, veja só o percentual: existem “50.063.860 (cinquenta milhões sessenta e três mil oitocentos e sessenta) modos diferentes de se escolher os seis números de 1 a 60, ou seja: 0,000002% de chances de acertar.”

Então, respire fundo, pegue a enxada, a caneta, a mochila, o computador ou qualquer outro instrumento de trabalho e comece a trabalhar. É mais fácil ficar rico com o seu trabalho do que ganhar na Mega-Sena ou qualquer outro jogo da Caixa!

Manoel Amaral

O CASSINO DO GOVERNO FEDERAL



O jogo (em cassino) no Brasil é proibido, já as loterias são liberadas e veja só a quantidade de jogos que já temos, sem contar as outras raspadinhas e os bilhetes da federal e os estaduais.
É uma jogatina só. Se o pobre tem R$2,00 vai correndo a lotérica mais próxima e faz uma “fezinha” na Mega Sena.
Jogo do bicho nem se fala mais, foi ultrapassado, coisa de pobre, que confia em tudo.
Tinha uma que eu gostava muito era Loteria Esportiva, mais conhecida por Loteca. Gostava de ver na televisão a zebrinha falar: –Deu zebra! Conhecida desde a década de setenta. E aqueles cartões perfurados, muita gente tentava fraudar, cortando com gilete.
Abaixo a arrecadação da Caixa com a jogatina:
Em 2007, R$ 5,2 bilhões,
Em 2008, R$ 5,8 bilhões ,
Em 2009, R$ 7,3 bilhões,
Em 2010, R$ 8,8 bilhões,
Em 2011, R$ 9,7 bilhões,
Em 2012, R$10,4 bilhões,
Em 2013, R$ 11,4 bilhões.
Calculem bem: 11, 4 bilhões, é muito dinheiro, que é esparramado para todo lado. Tem fiscalização nisso tudo?
Há alguns anos tentaram montar uma CPI, mas acho que não deu em nada, nunca mais ouvi falar no assunto. Foi abafada, com certeza!
Urgentemente é preciso que alguém cobre seus deputados e senadores para instalar nova CPI das loterias da Caixa.
Não é preciso acreditar naquelas lendas bobas da internet que dizem: Uma única pessoa ganhou 550 vezes na loteria esportiva.”
Ou outra que diz: “que ganhou 107 vezes, outro que ganhou 327 vezes e outro que ganhou 206 vezes. Todos esses casos são escabrosos
E tem a pior de todas: cidadão que ganhou 107 vezes no mesmo dia, em sete modalidades de loteria, em vários estados diferentes da Federação”.
Na época dos Anões do Orçamento, fins da década de oitenta, tinha o tal de João Alves que ganhava toda semana nas loterias.
Os envolvidos roubaram mais de R$ 100 milhões públicos, com esquemas de propina, para favorecer governadores, ministros, senadores e deputados. “ Wikipédia
“Liberavam para as empreiteiras a inclusão de verbas orçamentárias para grandes obras, em troca de polpudas comissões.”
Para lavagem do dinheiro o dito João Alves dizia que havia ganhado na loteria. Na realidade ele comprava bilhetes premiados.
O deputado federal Anthony Garotinho (PR-RJ), em maio de 2013,  disse que “os jogos da Caixa Econômica Federal estão sendo utilizados para lavagem de dinheiro.
O Senador Álvaro Dias também já fez denuncias a respeito de fraudes nas loterias da Caixa, podendo ser verificado no vídeo abaixo.
O TCU apontou: falhas e demonstrou a necessidade de aprimorar os procedimentos de controle do sistema de loterias, com vistas a coibir a prática de lavagem de dinheiro.”
Agora vem a Copa do Mundo em Junho e podem ter certeza, novos tipos de jogos vão ser explorados, inclusive pela internet.
Manoel Amaral
www.casadosmunicipios.com.br
Fonte: Jornal do Brasil
Wikipédia
https://www.youtube.com/watch?v=3XWuKkUuF_U

OSVANDIR GANHOU NA MEGA-SENA DA VIRADA

Duas pulgas conversando:
— O que você faria se ganhasse na Mega-Sena da Virada?
A amiga responde, com ar de sonhadora:
— Ah… Eu compraria um cachorro só pra mim!

Osvandir começou a comprar os bilhetes da Mega-Sena da Virada, desde o dia 15 de dezembro.

Tudo parecia que dar certo. Jogou nas dezenas: 10, 20, 30, 40, 50 e 60. Sabia que muita gente iria fazer isso, não importava, se ganhassem todos seriam felizes.

Marcou um cartão com um jogo sonhado, outro por pura intuição e um outro de acordo com as idades dos sobrinhos e pais.

Remexeu no bolso ainda sobrara alguns reais; fez mais dois jogos diferentes, marcou os extremos e centro do cartão: 01, 10 – 51 e 60, além de ir para o 25 e 36, depois repetiu os mesmos números dos extremos em outro cartão, alterando somente os números do centro passando para 26 e 35.

Jogou um cartão com os números do seriado da TV, LOST: 4, 8, 15, 16, 23 e 42. Fez outra seqüência com estes números: 48, 41, 51, 52, 34 e 26. Jogou também, como não poderia faltar, nos números derivados de 2009 e 2010: 20, 09, 21, 10, 22, 01.

As datas de nascimento da família, da namorada, tudo serviu para palpite de jogo.

O número da casa, do telefone, do celular e assim por diante.

Agora era só esperar. O dia 31 de dezembro chegou, 20 horas seria o sorteio. O tempo não passava, a aflição era muito grande.

Andou pra lá e pra cá dentro de casa, não deu. Resolveu fazer uma caminhada para relaxar. Passou na porta da Casa Lotérica, antes das 14 horas e a fila era enorme. Pensou: __ Ainda bem que fiz meu jogo por antecipação. Foi um cartão por dia, até ontem.

Aproximando-se das 17 horas e a TV a todo instante fazia chamadas dizendo o valor do prêmio, cerca de R$140.000.000,00 (cento e quarenta milhões de reais), só de juros, na poupança, daria mais de R$500.000,00 mensais. O que fazer com tanto dinheiro?

Começou a pensar: __ Primeiro sumiria por uns dois meses, para fugir da mídia, iria pescar no Pantanal e viajar para Itália a fim de conhecer os antepassados da família Nicolai.
Tentou tomar um cafezinho, a mão tremeu, o café caiu na camisa branca da virada do Ano Novo. Nem importou, o seu sentido estava no resultado da Loteria.

Não enxergava mais nada, uma tinta preta escorrera dentro de seu cérebro, por entre os neurônios, apagando tudo. Os seus pensamentos eram apenas uma fumaça negra. Tentou usar o computador e não conseguiu nada.

Foi ver alguns filmes na Sky, não conseguiu. Nem a Play Boy atraiu a sua atenção.

O tempo não passava, os segundos eram horas; os minutos dias e as horas meses. Tudo arrastando numa lentidão sem fim.

Os foguetes começaram a estourar, não sei se pela Mega-Sena ou pela passagem de ano. 2010 seria muito bom para todos, número par, final de zero, somando três e com dois números iguais. Este seria mesmo um ano de sucesso para muitos.

Pegou os bilhetes, ficou olhando-os, aqueles números cresciam, viravam miragens, castelos de areia.

Chegou a hora, saiu, agora eletronicamente, o primeiro número: houve um acerto. O segundo: também acertou. O coração estava saindo pela boca. Saiu o terceiro número e houve na sala borbulhar, havia acertado!

Uma pequena pausa no sorteio, para acalmar os jogadores e aumentar o suspense. O Ibope da TV foi as alturas. A internet ficou totalmente congestionada. Foi sorteado o quarto, nem precisava dizer, ele acertou.

Começou a passar mal, as pernas amoleceram, ficou vermelho que nem um peru. A quinta bolinha desceu correndo pela tubulação transparente da máquina eletrônica e caiu naquela mesinha. Apareceu na tela da TV e ele acertou.

O sexto número fez a mesma trajetória e a máquina vomitou-o naquela mesa transparente. Houve um hôôô!!! A bolinha quase caiu no chão de tanta emoção dos que extraiam da máquina aquele resultado.

Daí em diante, na TV, nos Rádios e as conversas nas ruas, só falavam naquilo. Muitos milhões nos bolsos de alguns e outros a ver navios.

Manoel Amaral