A CIGARRA E A FORMIGA – NOVA VERSÃO

Imagem Google

“Muita saúva e pouca saúde, os males do Brasil são.”
Mário de Andrade
Era uma vez, já faz bem tempo, a Formiga humilhou a Cigarra disse que ela era preguiçosa e a mandou cantar. Fazia muito frio, quase que a Cigarra morreu, pois abrigo lhe foi negado.
Hoje a Formiga é que está em péssima situação; perdeu a sua casa quando um enorme trator arou a terra para plantação de capim, com a finalidade de ampliar os pastos do fazendeiro Joaquim.
Nunca mais ela achou o  caminho de casa, indo parar numa horta caseira e ao recortar algumas folhas para construir novo formigueiro, recebeu umas chineladas da dona da casa.
Corre daqui, corre dali, encontrou abrigo num galinheiro onde quase foi engolida por galinhas famintas.
A Cigarra, que estava muito bem, foi cantar mesmo, formou uma banda chamada Cigarrinha Cantante, que tinha até “Cigarretes” para animar os seus shows. Estava ganhando muito dinheiro e comprou uma bela casa.
Não é que agora era a formiga, que ficou sabendo de tudo, procurou a famosa Cigarra e pediu-lhe abrigo? Foi muito bem tratada, pediu que entrasse em sua casa. Foi até convidada para as festas Natalinas. Poderia ficar por ali, trabalhando no equipamento de som, coisa leve e ganhar o seu dinheirinho, até encontrar uma nova morada.
Enquanto procurava um novo formigueiro, ela lembrou do tempo em que maltratou muito a Cigarra, aí ficou arrependida e disse que nunca mais faria isso.
MORAL: Nunca saberemos o dia de amanhã, por isto é bom investirmos no dia de hoje.

Manoel Amaral

OSVANDIR E OS ZUMBIDOS NO OUVIDO II

OSVANDIR E OS ZUMBIDOS NO OUVIDO iI
Imagem Google
Síndrome de Ménière
O que seria a Síndrome de Ménière?
“Uma doença no ouvido interno que envolve perda de audição e tontura.”
“Na Sídrome de Ménière o sistema auditivo  era repentinamente acometido, com o aparecimento de um zumbido e diminuição da audição, e, como o ouvido interno é o local acometido, o surgimento da vertigem, tontura e desequilíbrio, acompanhados por náusea, vômito e síncope, poderia receber explicação sem que houvesse algum comprometimento que envolvesse o sistema nervoso central.”
“As possíveis etiologias da doença de Ménière são: diabetes, hipoadrenalismo, hipopituitarismo, hipotireoidismo, deficiências nutricionais, alergia por inalantes ou alimentos, doenças auto-imunes, viroses, lues, trauma craniano, cervical, acústico, barométrico ou cirúrgico, distúrbios cardiovasculares, osteodistrofias da cápsula ótica, estreitamento de meato acústico interno, senilidade labiríntica, distonias neurovegetativas ou distúrbios psicossomáticos.”
Pelos sintomas, Osvandir achou que poderia estar com esta doença, pois no início sofreu algumas tonturas e já estava sentindo perda da audição no ouvido direito.
Aqueles zumbidos nos ouvidos podem ser altos ou baixos. Eles podem ter som de campainha, sopro, rugido, zunido, assobio, sussurro ou chiado. Você pode chegar a pensar que está ouvindo o vento, água corrente, cachoeira, o interior de uma concha ou notas musicais, uma variação muito grande.
Osvandir, hoje com 33 anos, sem saber fazia parte do grupo de 28 milhões de brasileiros que sofrem de zumbido, que em inglês é conhecido por “tinnitus”. Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), atualmente são 278 milhões de pessoas com o problema.
Muitos classificam o zumbido como uma colmeia de abelhas, outros mais românticos dizem que ouve a água caindo de uma cachoeira, em fim, todos estão com um barulho desconhecido e inexplicável nos ouvidos.
E ainda tem aqueles que acham  tem um cantar de cigarra, apito, concha, panela de pressão, chiado, muitos barulhos diferentes. Imagina-se que seja devido a cultura de cada uma das pessoas.
Muitos podem ser os sintomas: excesso de cera, infecções e lesões do ouvido são causas possíveis do problema. Desvios de coluna, alterações cardiovasculares, diabetes, disfunções da articulação da mandíbula e consumo excessivo de cafeína, álcool e tabaco são alguns deles.”
“No entanto, muitos outros fatores que aparentemente não têm nada a ver com o sistema auditivo podem dar origem a esse sintoma, no dizer de Luiz Fujita Jr.”
Dizem os médicos que90% dos casos têm como causa principal a perda auditiva.”
Não se sabe por que, e nem tem pesquisa sobre isso, mas “o problema acomete mais o sexo feminino.”
Noutra linha de pesquisas os cientistas dizem que“Distúrbios como ansiedade e depressão alteram os níveis dos neurotransmissores que estimulam as vias auditivas e podem causar zumbido.”
(Continua…)
Para ler o Capítulo I acesse:
Manoel Amaral

www.casadosmunicipios.com.br