SEIS TONELADAS DE MACONHA

SEIS TONELADAS DE MACONHA
Imagem Google, puramente ilustrativa

Seis toneladas de maconha apreendida agora de manhã de 21 de julho de 2015, em Pará de Minas, próximo a Divinópolis.

Achei um absurdo! Aí fui consultar o Senhor Google, pura inocência, isso já vem acontecendo há muito tempo em todo país.

Não mencionam mais quilos e sim tonelagem. De carreta, de barco, ônibus, avião ou de carro, todo tipo de veículo eles usam. Não achei em trem porque não tem, se tivesse o peso seria muito maior.

Não tem como esconder mais, é droga por todo lado.

Essa de hoje foi encontrada na Zona Rural em um paiol. Em vez de milho acharam os famosos tabletes do tamanho de um tijolo.

Estava ocupando um espaço muito grande naquela construção rústica lá  no meio do mato.

Rastos de pneus de caminhão ainda se via no local e significava que estava pesado pelo o afundamento da grama.

Os fazendeiros não sabiam informar quem era dono do “material”.

Foi uma apreensão da polícia que há muito tempo vinha monitorando a rota desta erva maldita.

Manoel Amaral

METADE DO MÊS DE MAIO

METADE DO MÊS DE MAIO

Imagem Google

A coisa tá ficando preta, ­—dizia o meu vizinho.
—Que qui foi amigão?
—Sê num sabe não?

Eles estavam falando da grande quantidade de maconha apreendida. A Polícia, seguindo pistas de informante anônimo conseguiu localizar grande quantidade de  maconha: 5,7 toneladas (não se fala mais em quilos), na região do Centro-Oeste de Minas, neste final de semana.

Em Mato Grosso mais de cinco toneladas, também neste fim de semana. Totalizando mais de 10 toneladas, é muita maconha.

Devido o alto valor do produto, a droga apreendida foi destruída por alto-forno, para evitar tentativa de recuperação pelos bandidos.

Suspeita-se que vem muito mais por aí para abastecer a Copa das Copas.
O “Caso Petrobrás” só vem rendendo assunto, O Jornal O Tempo informa, dia quatro de maio: Em 2010, uma empreiteira fez doação no valor de R$17,7 milhões para campanha do partido da situação  e fechou contrato com a Petrobrás no valor de R$1,8 bilhões para prestação de serviços aqui e no exterior. Este contrato está sendo investigado pela PF e MPF.

Curiosamente a Petrobrás está demitindo pelo sistema PDV (Programa de Demissão Voluntária) vários funcionários e vai desembolsar R$2,4 bilhões de reais com indenizações. Cada um dos demitidos vai receber a pechincha de R$180 mil a um teto de R$600 mil. Em 2012 ela tinha 85 mil funcionários.

Municípios ignoram a Lei e não criam alternativas para o Lixo. Em agosto termina o prazo para solução adequada.

E o Príncipe Harry virá a Belo Horizonte para prestigiar o time inglês.

O Sistema Cantareira, que vinha só baixando o seu nível de água, recebeu um reforço do volume de água da reserva (volume morto).

Putin proíbe palavrão na internet. É assim que começa, depois proíbe tudo.
As Prefeituras estão em estado de falência, mais da metade dependem do FPM – Fundo de Participação dos Municípios, repasse federal.

“O desgoverno, os crimes sem solução, a corrupção escancarada deixam de ser desvios da norma e vão criando nova cultura. As instituições democráticas estão sem força, se desmoralizando, já que o próprio governo as desrespeita.” Arnaldo Jabor

E no dia seis de maio falece a inocente mulher que foi linchada pelos internautas incitados pela mídia. Várias pessoas já foram presas.

E os Planos de Saúde burlaram a lei do idoso dobrando as mensalidades.
“Os governadores compram as legendas com nomeações e o Estado deixa de servir à população para servir ao interesse dos eleitos, aumentando as chances de corrupção e falta de eficiência na gestão”. (Transparência Brasil – Cláudio Abramo – 18/05 Hoje em Dia)

Bolsa Família: Números para clarear a ideia: R$24,9 bilhões reaisforam pagos em 2013 em Bolsa Família. Quatorze milhões de família foram inscritas no programa e 75% dos beneficiários estão trabalhando ou procurando emprego. Até um gato foi cadastrado no Programa.

O que vamos fazer com 200 mil turistas que vão aparecer por aqui a partir de junho? A maioria dos táxis, hotéis, restaurantes e comércio em geral não tem ninguém que atenda em língua inglesa. Francês ou outra língua nem pensar. Imagine o Japonês ou Chinês.

O certo é que as campanhas eleitorais deste ano vão ficar bem carase tudo vai sair do nosso bolso. Como mudar é difícil e caro.

Uma notícia do “Jornal Hoje em Dia” intrigou-me: O Jornal “Valor Econômico” disse que a empresa americana Boeing está trazendo para o Brasil a sua divisão de Defesa, Espaço e Segurança, para prestar serviços ao Ministério da Defesa.

Até o final deste ano teremos mais de 50 mil haitianos no país. Faça você mesmo a sua conta. Mais 50 mil empregos que teremos que arranjar.

A ANS – Agência Nacional de Saúde suspendeu 161 planos de saúde por descumprimento de prazos.

Enquanto isso os Black Blocs continuam quebrando o pau nas passeatas contra a Copa das Copas.


Manoel Amaral

Fonte: Jornal Folha de São Paulo
Jornal Estadão
Jornal Hoje em Dia

Jornal O Tempo

A ERVA DO DIABO

A ERVA DO DIABO

“Não preciso me drogar para ser um gênio…”

Charles Chaplin

Hoje ele é muito respeitado como palestrante nas rodas antidrogas; mas já foi um dos caras mais viciados que já conheci.

Passo a palavra para José Imaculado, mas conhecido como Zé da Merda.

“Já fumei, cheirei, injetei, tomei e lambi. Fiz de tudo nesta vida para poder manter o meu vício. Roubei, furtei, assaltei, só não matei. Pulei muro, rasguei o corpo em arame farpado correndo da polícia.”

Sempre assim que ele inicia as suas concorridas palestras para viciados e familiares. O seu bairro ficou pequeno, a cidade também. Fez palestras para todo o estado. Viajou até para o exterior, atendendo a pedidos de universidades norte americanas.

“Não acreditem na amiga da mente, isso é pura ficção. A erva maldita rói seu cérebro, provoca distúrbios nos seus neurônios.”

Ele é mesmo bom de fala, consegue manter a plateia prestando atenção às suas palavras por horas e horas.

“A minha intenção hoje é contar para vocês como foi que larguei o vício. Cheguei a levar a minha família a loucura, vendi tudo para comprar a Noia. Até um liquidificador que tinha dado de presente para minha mãe.”

Por aí ele vai tirando lágrimas e sorrisos de todos que ali estão. Zé da Merda virou mesmo um excelente orador. Preste bastante atenção a interessante história que ele vai contar:

“Por que tenho o apelido de Zé da Merda? Vou explicar: tinha uns viciados na cadeia e estavam sempre pedindo drogas aos visitantes, mas a portaria não deixava passar nada. Nestes dias eu estava lá depois de ser preso tentando vender um celular roubado.”

Haviam encontrado uma nova maneira para traficar o Fumo brabo.

Engoliam várias cápsulas e arranjavam uma maneira de ser preso, uma vez dentro da cadeia era só esperar o bagulho sair.

Acontece que na maioria das vezes a embalagem não era bem preparada e rompia-se no estômago e ao sair dava mais trabalho na limpeza.

Era muito interessante, hilário mesmo, vendo ele contar com toda simplicidade como tudo aconteceu.

“Os presos não queriam nem saber, ia cada um pegando o seu papel para preparar o Brow. Mas na pressa eu peguei um pedaço da maldita e fiz logo o meu Palhão. Quando comecei a tirar as primeiras baforadas percebi um odor diferente. Aí fui verificar como haviam transportado a Planta do diabo até a cadeia e fiquei sabendo que tudo aquilo tinha vindo na barriga do idiota do Lolô, um maconheiro já velho que estava à beira da morte. Vomitei três dias seguidos e nunca mais coloquei qualquer tipo da droga na boca. Fumei merda, aí a razão do meu apelido.”

Dá para acreditar? Podem crer, existem viciados usando coisa muito pior que isso!

Boas Entradas de Ano

Fuja das drogas, droga é uma droga!

Manoel Amaral