OSVANDIR NO ESPAÇO – IV

OSVANDIR NO ESPAÇO IV
Capítulo IV
Osvandir estaria ficando louco?

Algo estranho vem acontecendo com o Osvandir nas últimas semanas. Tem ouvido barulho na cabeceira da sua cama quando apaga a luz. Diz que não é cupim. Fez uma experiência para ver o que era. Quando ouviu o barulho, pegou o travesseiro, cobertor e foi para outro quarto vazio da casa. Para sua surpresa, após alguns instantes de sono, ouviu o mesmo barulho. Confessou que sentiu arrepios. Um detalhe é que só ouve barulho quando apaga a luz. Depois de algum tempo o barulho aparece na cabeceira, fazendo com que ele desperte ofegante. Um calafrio lhe percorre todo o corpo. É como se algo arranhasse a madeira da cama. Seria fantasma? Se deixa um pouco de luz no ambiente, o barulho não aparece. Isto incomoda e o deixa intrigado.

E se fosse alguma coisa tentando fazer contato? Acho que deveria usar outro método, que metesse menos medo. Se contar isto ao pessoal que estuda espiritismo, com certeza o Osvandir ouvirá um monte de coisa.
Falou que isto o persegue desde criança e que presenciou coisas estranhas. “Já contei isto antes em outra ocasião. Morava em uma fazenda no interior de Minas. À noite costumava ouvir barulhos pela casa. Coisas batendo atrás do armário na sala, o rádio ligando sozinho e barulho de utensílios caíndo pelo chão da cozinha. Quando levantava para ver o que era, simplesmente não se via nada. Tudo estava no mesmo lugar. Nada de panelas no chão e o rádio desligado. Nada atrás dos armários. Era de arrepiar, parecia até filme de terror.
Durante o tempo que passei em Belo Horizonte ouvia outro barulhinho, só que no forro da casa. Morava sozinho. Era algo como o barulho de umas pedrinhas rolando pelo forro. Pegava o cabo de vassoura e cutucava o forro para ver se era algum inseto ou rato. Também contei este fato ao Manoel. Manoel deve se lembrar. Inclusive disse-me que sua mãe ouvia o mesmo barulho no telhado. Durante à noite e até hoje costuma sentir uma sensação estranha.
Às vezes fica difícil dormir” – concluiu Osvandir.

Al & Manoel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *