ÁGUA DE COCÔ

ÁGUA DE COCÔ

Durante a semana passada o assunto em pauta era a Crise da Água, mas antes uma notícia interessante era a de que um dos maiores gênios da informática, Bill Gates, aparecia num vídeo bebendo um copo d’água. Até aí nada de mais, só que ele informou que a água era reciclada de esgoto, água de cocô.

Ouve-se um oooooh!
— Água de cocô? Como pode ser uma coisa dessas?
– Eu não beberia, que coisa nojenta.

Aí fui lembrar que na década de 70, no Povoado da Prata de Cima, em São Gonçalo do Pará/MG, houve uma coisa semelhante, com ajuda do Banco Mundial, fez-se um tratamento dos esgotos nas ETEs e a água saía limpinha lá embaixo.

Consumo da água: Cada copo de 250 ml de cerveja gasta 75 litros de e em uma xícara de café está 140 litros de água. Um quilo de carne consome 15.500 litros, um quilo de queijo cinco mil litros. E em algumas empresas o assunto é ainda muito pior: indústria de carros.

E esta folha de papel consumiu 10 litros de água.

Se o assunto é solução da Crise de Água, o melhor modelo é o do Paulista de Valinhos que inventou uma máquina que retira a água do ar. A máquina menor custa R$3.500,00 e libera 30 litros de água por dia.

Fala-se muito hoje em dia em outorga, mas o que é isso?

A outorga de direito de uso da água representa um instrumento, através do qual o Poder Público autoriza, concede ou ainda permite ao usuário fazer o uso deste bem público.

Acontece que o usuário na maioria das vezes não paga nada ou paga uma ninharia.

Temos 36 bacias hidrográficas no Estado de Minas, éramos a Caixa D’água do Brasil. Das duas uma: a bacia ou a caixa está furada.

A Crise da Água é bom reforçar que 70% do consumo estão com os Agronegócios, 20% com as Indústriase 10% com o Povão. E o controle começa de baixo para cima.

Falhas que levaram ao problema
I – Falta de gestão inteligente dos recursos hídricos; 
II – Programação deveria ter começado há dez anos; 
III – Degradação dos rios e córregos; 
IV – Falta tratamento esgotos; 
IV – Sem controle no uso de águas subterrâneas e sem cobrança; 
V – Desmatamento causado por grandes empreendimentos.

O que precisa fazer urgente: 
I – Sistemas de Irrigação sustentáveis, pago; 
II – Investir em gestão das águas; 
III – Recuperação de nascentes e revitalização de córregos e rios; 
IV – Revisar o sistema de outorgas, com maior rigor na autorização; 
V – Transparências nas ações políticas ambientais.

O Governo não pode combater apenas os vazamentos e “gatos” dos pobres, deve fiscalizar as outorgas e as “onças” das mansões, “proibir desvio de cursos d’água e intervenções em áreas de preservação.”

Obra parada: A transposição do Rio São Francisco, que já consumiu bilhões é um caso perdido.

Governo de Minas pede R$1 bilhão para obras sobre as nossas águas.

São Paulo quer retirar água do Rio Paraíba do Sul para socorrer o Sistema Cantareira e pode prejudicar o Estado do Rio de Janeiro.

Guerra da Água já começou!

Manoel Amaral

O CASSINO DO GOVERNO FEDERAL



O jogo (em cassino) no Brasil é proibido, já as loterias são liberadas e veja só a quantidade de jogos que já temos, sem contar as outras raspadinhas e os bilhetes da federal e os estaduais.
É uma jogatina só. Se o pobre tem R$2,00 vai correndo a lotérica mais próxima e faz uma “fezinha” na Mega Sena.
Jogo do bicho nem se fala mais, foi ultrapassado, coisa de pobre, que confia em tudo.
Tinha uma que eu gostava muito era Loteria Esportiva, mais conhecida por Loteca. Gostava de ver na televisão a zebrinha falar: –Deu zebra! Conhecida desde a década de setenta. E aqueles cartões perfurados, muita gente tentava fraudar, cortando com gilete.
Abaixo a arrecadação da Caixa com a jogatina:
Em 2007, R$ 5,2 bilhões,
Em 2008, R$ 5,8 bilhões ,
Em 2009, R$ 7,3 bilhões,
Em 2010, R$ 8,8 bilhões,
Em 2011, R$ 9,7 bilhões,
Em 2012, R$10,4 bilhões,
Em 2013, R$ 11,4 bilhões.
Calculem bem: 11, 4 bilhões, é muito dinheiro, que é esparramado para todo lado. Tem fiscalização nisso tudo?
Há alguns anos tentaram montar uma CPI, mas acho que não deu em nada, nunca mais ouvi falar no assunto. Foi abafada, com certeza!
Urgentemente é preciso que alguém cobre seus deputados e senadores para instalar nova CPI das loterias da Caixa.
Não é preciso acreditar naquelas lendas bobas da internet que dizem: Uma única pessoa ganhou 550 vezes na loteria esportiva.”
Ou outra que diz: “que ganhou 107 vezes, outro que ganhou 327 vezes e outro que ganhou 206 vezes. Todos esses casos são escabrosos
E tem a pior de todas: cidadão que ganhou 107 vezes no mesmo dia, em sete modalidades de loteria, em vários estados diferentes da Federação”.
Na época dos Anões do Orçamento, fins da década de oitenta, tinha o tal de João Alves que ganhava toda semana nas loterias.
Os envolvidos roubaram mais de R$ 100 milhões públicos, com esquemas de propina, para favorecer governadores, ministros, senadores e deputados. “ Wikipédia
“Liberavam para as empreiteiras a inclusão de verbas orçamentárias para grandes obras, em troca de polpudas comissões.”
Para lavagem do dinheiro o dito João Alves dizia que havia ganhado na loteria. Na realidade ele comprava bilhetes premiados.
O deputado federal Anthony Garotinho (PR-RJ), em maio de 2013,  disse que “os jogos da Caixa Econômica Federal estão sendo utilizados para lavagem de dinheiro.
O Senador Álvaro Dias também já fez denuncias a respeito de fraudes nas loterias da Caixa, podendo ser verificado no vídeo abaixo.
O TCU apontou: falhas e demonstrou a necessidade de aprimorar os procedimentos de controle do sistema de loterias, com vistas a coibir a prática de lavagem de dinheiro.”
Agora vem a Copa do Mundo em Junho e podem ter certeza, novos tipos de jogos vão ser explorados, inclusive pela internet.
Manoel Amaral
www.casadosmunicipios.com.br
Fonte: Jornal do Brasil
Wikipédia
https://www.youtube.com/watch?v=3XWuKkUuF_U