Os Palavrões

OS PALAVRÕES
Resultado de imagem para palavrão

Chove aos borbotões lá fora e eu aqui escrevendo sobre palavrões.

Há alguns anos os palavrões não poderiam de espécie alguma ser pronunciados em recinto familiar ou em grupos.

Lá em casa quem quebrava a regra era denominado de “Boca Suja” e apanhava muito.

Mulheres não podiam, de jeito nenhum, pronunciar palavrão.

Agora abro a página do Facebook e vejo palavrão de cima até o final e até nos comentários, e que é pior: várias mulheres falando aqueles cabeludos (como falávamos antigamente).

Lembro-me de um escritor “boca suja”, que só vendia palavrões.

O Dicionário do Palavrão de Mario de Souto Maior traz um excelente estudo e listagem dos palavrões, publicado na década de 80. Editora: Guararapes Ltda. com 166 páginas.
Se viver dizendo palavrões, depois nunca mais adquirirás a seriedade.
Na TV Dercy Gonçalves foi o exemplo de mulher palavrão.
Existem vários vídeos e filmes dela na internet.
E vocês que imaginavam que a Dercy falava bobagem, veja este vídeo do Costinha:
E olha só as indecências de Ari Toledo:
E os Mamonas Assassinas liberaram a molecada para o palavrão:
O palavrão na Campanha eleitoral:
(Algumas páginas estão cobertas por estarmos fora do período eleitoral.)
Na charge então, vem desde o jornal “O Pasquim”:
Procure pelo título: O Jornal o Pasquim Antologia I
PQP não sabia que tinha tanta coisa sobre o palavrão.
Manoel Amaral
P.S.: Palavrão até na Rede Globo:

LIVROS MAIS VENDIDOS

LIVROS MAIS VENDIDOS NO SENADO E NA CÂMARA FEDERAL

Neste mês apuramos que os livros mais vendidos no Senado e Câmara foram os seguintes:
Como Você era antes de mim
O Que Tem Nas Geladeiras Senado?
Por Que Fizeram O Que Fizeram?

O Diário de Helena 


O Deputado No Trem


Felicidade está morrendo


Fator de Enriquecimento ilícito
O Orfanato sem Verbas Federais
Tá Gravando?
O seu Anjo da Guarda
Lava Rápido
Depois de Você só eu
O Homem Mais Inteligente da Câmara
Eduardo Cunha
Democracia & Demonologia
Vamos todos pra Ruah
A Batalha da Delação Premiada

Cidade dos Eternos Conflitos


Verdades e Mentiras, Proprinas e Delação

 

A Espiã do Senado


Osvandir e o Grampo Misterioso

LIVROS MAIS LIDOS DO MÊS

LIVROS MAIS LIDOS NO CONGRESSO E SENADO
Jardim secreto da Câmara
Floresta encantada do Senado
Minha vida fora de série – na Política
A mágica da arrumação das contas
Cidades de papel, Orçamento Federal
A herdeira desta velha democracia
Como enfrentar o mal do século: A Corrupção 
Eu fico loko com a Oposição
Diário de Deputado – Saindo da estrada
Número zero, votos que vão ter
Toda luz que não podemos ver, APAGÃO!
Correr ou morrer
A Política é um Reino animal
Brasil: uma biografia não autorizada
Bela cozinha do Supremo
O poder da ação
O velho príncipe
A seleção do Brasil
O mundo da corrupção
Nota: Pesquisa do mês de junho de 2015

OS LIVROS MAIS VENDIDOS

OS LIVROS MAIS VENDIDOS NO BRASIL EM 2014

Osvandir na Amazônia (Pedra da Morte Livro 1)

9 Nov 2013
por Manoel Ferreira do Amaral
FICÇÃO
Se eu Ficar: Viva para roubar
O sangue na Câmara
A culpa é das estrelas do Partido
O Guardião do Templo
Jogos vorazes política
Cidades de Concreto
Empresa Roubada
Cinquenta tons de Vermelho
Tudo em chamas
Correr ou morrer
Dinheiro Roubado
Super faturamento de Contrato
Osvandir no Amazonas
NÃO FICÇÃO
Nada a perder
A capital no século XXI da Corrupção
Propinas não têm limites
Tudo ou Nada:
Sonho grande todo Deputado tem
A história da garota da Câmara
As Deliciosas Receitas do Tempero no Congresso
O Diário de Demi Lava a jato
Não sou uma dessas Deputadas
Diário de um Petrolão
Guia Politicamente Incorreto da História do Brasil
A Elite Branca
Memória da Ditamole
AUTO AJUDA
Ansiedade  das empreiteiras
Não se apega ao dinheiro, não
Geração de Valor.
As 25 leis brasileiras de sucesso
As regras de ouro no Senado
O monge e o Presidente
Quem roubou dólares de mim?
O Poder da Escolha do Candidato
Eu não consigo Roubar
A arte roubar com propina
Presidenta Blindada
Deputados inteligentes enriquecem juntos…
Terapia Financeira no Senado
Os Segredos do doleiro Milionário
Observação: Os livros grafados em vermelho estão com os títulos originais.

Fonte: Revista Olha, Arma-zona e outras livrarias.

COMO COMPRAR E-BOOKS SEM O KINDLE

COMO COMPRAR E-BOOKS SEM O KINDLE

Se você ainda não comprou o seu aparelho Kindle, nem por isso poderá perder as grandes ofertas da Amazon, com muitos e-books gratuitos ou de preços baixíssimos.

É só baixar o aplicativo gratuito no seguinte link:


Tem para Smartphones:
Computadores:
Tablets:
Todos gratuitos, e aí você poderá comprar ou baixar os e-books e ler nos aparelhos citados.

O “Osvandir na Amazônia”, de nossa autoria, está no seguinte link:


Ao preço de R$6,74. Leia o livro e deixe o seu comentário.

Manoel Amaral
www.casadosmunicipios.com.br

Untitled

Os e-books brasileiros são os mais caros do mundo

Hoje resolvi dar uma busca, pelo Google, nuns e-books e encontrei “A Estrela Mais Brilhante do Céu” de Marian Keyes, da Editora Bertrand Brasil como exemplo:
IMPRESSO
A Estrela Mais Brilhante do Céu
Editora: Bertrand Brasil
Ano: 2011
Peso: 880g
Cadastrado em: 09 de setembro de 2013
Descrição: Novo. Lacrado. 598 págs. Não é Ed. Econômica.
Preço: R$28,00
Vendido na Estante Virtual

EBOOK

A estrela mais brilhante do céu
Autor: Marian Keyes
Título Original:The brightest star in the sky
Tradutor: Maria Clara Mattos
EAN: 9788528615395
Gênero:Chick Lit
Páginas: 602
Formato: 16 x 23 cm
Editora: Bertrand Brasil

Preço: R$ 60,00

Sinceramente não dá para acreditar, um livro impresso por R$28,00 e o mesmo título em e-book por R$60,00, coisa de louco.

Não estão, definitivamente, querendo vender e-book. Não acham que dá tanto lucro como o impresso, só pode ser isso.

As editoras brasileiras não querem largar o osso. Ainda bem que a Amazon está aí para acabar com esta história. Tem e-book lá até de $0,99 (noventa e nove centavos do dólar) e tem uns em português muito barato.

Mas vamos a análise acima: o livro de R$28,00 é distribuído pela Estante Virtual e o outro, um e-book, pela Editora Bertrand Brasil representada pela Record pela quantia de R$60,00.

Dá para acreditar num fato deste? Vão alegar que a Estante Virtual só vende livro usado, mas está lá no texto: “livro novo”, lacrado. 598 págs. Não é edição econômica.” Como pode uma coisa dessas?

O que dá a entender disso tudo é que as editoras brasileiras não estão querendo trabalhar com e-books. Porque será? Só pode ser pouco lucro.
Continuarei pesquisando, outro dia falo mais sobre o assunto.
Manoel Amaral

PESSOAS QUE TRABALHAM MUITO E NÃO GANHAM NADA

PESSOAS QUE TRABALHAM MUITO E NÃO GANHAM NADA

Imagem Google

Esta semana, influenciado por leituras de minha filha cheguei a um texto que dizia o seguinte: Gente de humanas que faz um monte de coisa que não dá dinheiro,” de autoria de Camila Pavanelli de Lorenzi.

 

Especificamente pessoas que trabalham como  escritores, roteiristas, resenhistas, romancistas, colunistas, cronistas e poetas. Professores, palestrantes, repórteres, artistas e fotógrafos. Produtores, atores e diagramadores. Bailarinos, músicos e psicanalistas.


Camila, só para ficar mais alegre, atirar este baixo astral na próxima curva do caminho, eu encontrei para você esta reportagem:
Escritora de 26 anos é milionária com obras no Kindle.

“A escritora americana Amanda Hocking, 26 anos, está ganhando muito dinheiro com vendas de livros no Kindle.”

Do outro lado mundo vi outra reportagem: Mais jovem milionário de Cingapura trabalha ensinando empreendedores a ganhar dinheiro“ (Revista Pequenas Empresas, Grandes Negócios)

A dica de Khoo para quem deseja se tornar um milionário é:“Qualquer um pode se tornar um milionário. É preciso viver com menos do que ganha. Ficar milionário é uma questão de atitude mental. Primeiro tem que acreditar que pode. Depois, desenvolver os talentos necessários para chegar lá”.
Além disso, o empresário é autor de inúmeros best-sellers, como “Controle sua mente, desenhe seu destino”.
Pesquisando aqui e acolá descobri que tem muita gente nova fazendo sucesso em várias áreas.
Não se apoquente (velha esta palavra), tudo vai se ajeitar. De repente, quando você menos esperar, aparecerá uma oportunidade que nem pensava.
Quando o “cavalo da sorte” passar, saiba montá-lo para não cair do outro lado.
A maioria dos jovens que conheço tem estas dificuldades. Tem muito médico desiludido, assim como engenheiro, escritor, e ponha professor nisso!
Ao contrário tem muita gente que optaram por ser jornalista, psicólogo, cantor, fotógrafo e estão muito bem, financeiramente e com a vida.
Não são só vocês que enfrentam estes problemas, noutros países está bem pior. Os jovens estão completamente desorientados.
Alguns pensam que é só passar a mão no diploma e vai chover oportunidades na sua porta ou na sua horta. Ledo engano, é preciso trabalhar muito.
Conheço casos de jovens comerciantes que acabam de montar suas lojas e daí há uns três meses já vai na agência de automóveis e compra logo o carro mais caro.
Depois faz as contas do aluguel, contador, impostos, empregados, etc, e verifica que não sobra nem para pagar a metade da prestação do caro carro que comprou. Tudo falta de planejamento e pura exibição.
Todos os que fazem sucesso hoje trabalharam muito ontem.
Quem enriquece da noite por dia, pode ficar pobre ao entardecer. E como é ruim ficar pobre. Os amigos fogem, as vendas caem, as ações baixam, os milhões desaparecem… Temos um exemplo recente disso, na área do petróleo.
A gente brinca, mas é pura verdade. Ninguém fica rico de uma hora para outra. Só se for com a Mega-Sena.
E por falar nisso fiz um bolão ontem, deixe-me ir conferir.
…..
O grande prêmio não saiu pra ninguém: ACUMULOU !

Manoel Amaral

LIVRO DIGITAL BRASIL É UMA PIADA…

LIVRO DIGITAL NO BRASIL É UMA PIADA…
(DE MAU GOSTO)

Capa do meu último livro.


Amigos leitores, o livro digital no Brasil é mesmo uma piada de mau gosto.
Houve casos em o e-book saia mais caro que os livros impressos, não acreditam? É verdade.

Todas as editoras têm medo de perder a mamata e estão sempre adiando a decisão da venda em e-books.
Agora que os escritores independentes podem negociar diretamente com a distribuidora no caso a Amazon, o Google (nos EUA), na Europa tem a Amazon e outros distribuidores; no Brasil tem a Amazon e algumas Editoras que eles estão caindo na realidade. Começam a enfrentar o futuro somente agora.

Mas falávamos dos e-books mais caros que os impressos, isso nalgumas editoras brasileiras que não tem interesse nenhum em vendê-los. Esta prática iria diminuir muito a sua receita.

Os meus livros estão caminhando em direção à Europa, via e-book. Estou negociando com a Amazon, para um comércio mundial.

Se no Brasil não vende, vamos vendê-los para outros países.

Se aqui e-book é motivo de piada, noutros países o assunto é tratado com mais seriedade. Se aqui é coisa do futuro lá fora já é realidade.

Sou criticado por tomar essa posição, vendendo meus livros por $4,99, $2,99 ou $1,99, não me importo. É melhor vender muitos livros a um preço baixo do que não vender nada com preço alto.

Que os livros de todos os escritores  brasileiros sejam taxados em dólares e sejam lançados no mundo inteiro. Seria bom para os leitores e para os autores.
O livro Cinquenta Tons de Cinza do autor E. L. James é um grande sucesso de ficção e literatura, custo aproximado do ebook na Iba de R$21,90. (www.iba.com.br/livro-digital-ebook).
O mesmo livro, versão impressa na Livraria da Folha custa R$29,90.

Uma busca rápida encontrei o livro 1822, de Laurentino Gomes, versão impressa por R$27,90 no Walmart R$27,90 na Siciliano. Na Saraiva sai por R$16,90 em formato digital.

Manoel Amaral

OS PEITINHOS DA PRINCESA


OS PEITINHOS DA PRINCESA
E A BUNDA DAS BRASILEIRAS
Coitada da Princesa, não pode nem mostrar os peitinhos. Aqui elas mostram as bundas todos os dias e não acontece nada, o povo já está acostumado com tanta abundância.
Coitado do povo brasileiro, que mesmo vendo bundas todos os dias, nos jornais, na TV, na internet e tudo continua naquela merda.
O Careca do Mensalão disse que está com medo de morrer. Tem que estar mesmo, mexeu num vespeiro. Ali tem vespas velhas na política, que estão por lá por mais de 30 anos e não largam o poder nem com muita reza “braba”.
No Rio e São Paulo, das caras & bundas, quem mandam são os bandidos. Não vai haver carnaval no ano que vem. Os bicheiros e traficantes não vão financiar as escolas. Agora estão substituindo até a justiça, matando jovens que nunca tiveram nada com a polícia.
E sai o livro “O País dos Petralhas II,” de Reinaldo Azevedo; já li o primeiro e quase morri de indigestão com tanta bandidagem no meio da política. Imagino como deve ser o II.
Não faça tatuagem com o nome do namorado, pode arrepender-se quando tudo terminar. Além do alto preço para apagar é mais dolorido do que para fazer. O ator Johnny Depp, do memorável filme  “Piratas do Caribe,” sofreu muito. Tatuou o nome da namorada: “Winona Forever,” terminou o namoro logo a seguir. Foi mais inteligente de todos, não apagou todas as palavras, apenas duas letras, transformando Winoma para sempre em Wino Forever que quer dizer: Bêbado para sempre. (Veja)_
Vi nuns vídeos da internet umas tatuagens num locais que não posso nem dizer. Muito pornográficos. O que move estas pessoas a fazer uma coisa dessa só Deus sabe por quê.
E por falar na revista, Veja nesta semana a história completa do Mensalão e o envolvimento do ex-presidente. Pretendiam criar um banco para fazer o que as financeiras estão fazendo: emprestar dinheiro aos aposentados e funcionários públicos para descontar em folha de pagamento. Que mina de dinheiro fácil, hein?
E aquelas bobagens do Facebook denominada “meme”, cada vez invadem a diversão dos jovens. Tanto tempo perdido por nada! Deveriam inventar uma coisa mais construtiva.
E o Fantástico conta a história de uma grande pedra semipreciosa, que desapareceu para sempre no meio da bandalheira do contrabando das pedras brasileiras.
E quem diria? O Chávez está metido noutro caso contra o nosso país.
Agora foi encontrado na Venezuela 18 toneladas de tantalita retirada de um garimpo de Guajará-Mirim, em Rondônia. Acredita-se que seria utilizada no programa nuclear do Irã. Imaginem o que estarão fazendo com o nosso urânio.
E a briga sobre o filme, que ainda nem foi feito, sobre Maomé? Dizem que até o trailer foi falsificado pelos fanáticos seguidores do Islamismo. Será?
E o novo livro da autora de Harry Potter, nem é para crianças. J.K. Rowling se separou de Bloomsbury, a editora britânica que a deixou milionária e vai lançar: “The casual vacancy”.
E eu nem falei na corrida para comprar o cobiçado Iphone 5, da Apple. A versão de 64 GB. vai custar 399 dólares, nos EUA, por aqui, com impostos e tudo mais, vai sair acima de mil dólaress. Já tem gente até criticando o aparelho pelo seu tamanho em relação aos outros.
E a Apple já está na briga para venda de e-books no Brasil, reunindo as nossas maiores editoras. Não se assustem com os preços. Ninguém está entendendo nada, não era para ser bem baratinho? Ah! A mamata não pode acabar, tem que roer até o osso!
Ô semaninha difícil!
Manoel

Fonte: Jornal Agora de Divinópolis, Programa Fantástico (Globo), Revistas Veja e Isto É, Jornal Estado de Minas, Folha de S. Paulo, The New York Times, The Washington Post  The Guardian.

 

BIENAL DO LIVRO VIROU CRECHE

A BIENAL VIROU CRECHE



Como já informei aos meus leitores fui inscrito para participar da Bienal do Livro na Expominas, sorteado para dia 23 de maio, numa quarta feira.

A Câmara Mineira do Livro foi quem conseguiu um estande para acolher os Escritores Independentes, sendo cinco por dia e que cada um deveria pagar uma taxa para participação.

Arrumei toda a minha documentação e parti com meus livros para exposição ao público, como é direito de todo escritor.

Quando lá cheguei notei uma certa desorganização, uns mandavam-me entrar sem crachá, outros despachavam-me para outro local, até que com muito esforço consegui encontrar o nosso estande.

Qual não foi a minha decepção ao chegar: uma diminuta mesa circular, quatro cadeiras, num local bem impróprio. Era localizado na última rua, no penúltimo lugar, bem próximo de um banheiro feminino.

Lá encontrei um escritor, o Renato Delboni autor de Ex-me Aqui (poesias), que já estava ali há mais tempo. Instalei-me, coloquei os livros em exposição e dependurei o banner do livro AS NOVAS AVENTURAS DO OSVANDIR. Olhei o relógio eram nove horas de uma manhã nublada.

A partir daí foram chegando os outros colegas: Galiana Soares Fraga com o livro Doces Momentos Diet (receitas), Brígida Selene com Cantos do Corpo e outros títulos (poesias e crônicas) e Gabriela Barros Rodrigues com um DVD sobre os Quilombolas do Maranhão.

Tivemos uns momentos de silêncio até a chegada de sete ônibus do interior, cheio de crianças. Outros foram chegando e adultos pouquíssimos.

Após uma hora de funcionamento a Bienal virou uma creche. Depois do meio-dia eles continuaram chegando e uma multidão de crianças andando pra lá e pra cá, pedindo brindes em todos os estandes. Alguns de tão pequenos ficaram devidamente prostrados nos assentos. Os nossos livros não tinham como público alvo aquelas criancinhas…

Fiquei profundamente decepcionado e quando o sol se escondia, fechei o meu espaço, recolhi o material e voltei para minha casa.

Será que estas são maneiras de ensinar as crianças a tomar gosto pela leitura?

No sábado, abro o jornal e vejo a seguinte notícia:

Chuva forte interdita Expominas e suspende Bienal do Livro em BH

Manoel Amaral