FIM DO ANO 2018

CRIAÇÃO DO AMP – AUXÍLIO MORADIA PARA O POBRE – Quando vc  viu um auxílio moradia para o pobre que perdeu a casa num desastre natural? Já no Supremo que vão receber quase 40 mil por mês, estão lutando para receber de volta o mesmo.

A Lei facilita para o rico e prejudica o pobre. Ex.: Já viram rico pagar imposto? Já o pobre vive de pagar o dito. Empresas estão sempre percebendo incentivos polpudos. Quem quer iniciar um pequeno negócio só vai ter amolação.

O que o COAFvem investigando no Rio existe no país inteiro. A solução seria diminuir as assessorias cortando as verbas pela metade..

ASSESSOR PARLAMENTAR – Caso de polícia.

Máquina de Lavar – Venderam tantas máquinas este ano para lavagem de dinheiro.;
2018 –O ano que não terminou ainda e já vamos sentir saudade. Não sei se para rir ou chorar.

INCÊNDIOS – sempre criminosos para beneficiar alguém. Casas de madeira pegam fogo na favela.

E OS GARIMPOS ILEGAIS? Andam meio esquecidos…

OBRAS PARADAS – Bilhões investidos e perdidos.

JOÃO DE DEUS – a maioria dos grandes médiuns brasileiros foram presos: Zé Arigó em Minas, Xico Xavier e um outro no Rio que me falha a memória.

GRUPOS DE LABORATÓRIOS, as máfias de médicos e outros profissionais liberais que querem ver o João com Deus.

PRESENTES – Falta é dinheiro para comprar presente para todos. A grana tá curta para todos.

FAÇA UM JOGUINHO – São muitos, você pode escolher: O bolão, da Mega Sena (até da Virada) Dia de Sorte, Timemania, Loteca, Loto Fácil, Dupla Sena, Quina, todos do Cassino da Caixa. Não podem esquecer das rifas dos amigos, bilhetes da Federal e Estaduais, bem como aqueles que ajudam casas beneficentes, sem contar com as famosas raspadinhas. Não podemos esquecer da TV Cassino com a sua Tele Sena e até do Jogo da Bolsa Família que não tem nada a ver com a dita. É a TV cassino competindo com o Cassino da Caixa.

COMO JOGAR – Vai aí umas ideias para jogar números: desça a rua com um bloco  na mão e vá anotando tudo: Placas de carros, números de casas e  cartazes; Na leitura do jornal os números saltos aos olhos. Tem o truque da formiguinha, da pulga, da barata e do mosquito e outros que só você sabe e pode contar para gente aí nos comentário.

RAPOSA TERRA DO SOL – Índio quer apito.

MEDO – A Segurança do Presidente será a maior da história.

                                               PAPA MÓVEL – Será que poderia ser usado no dia da posse?

BARRACO – Na diplomação começaram as brigas, imagino mais pra frente.

NOVA PREVIDÊNCIA – Vai gerar uma economia de bilhões, mas o maior problema é a mãozinha boba do desvio…

JBS Não paga imposto.

JOÃO SEM DEUS – Dinheiro, mais condenação, essa história não vai acabar fácil.

REVISTA VEJA – Mudou de dono, imagino que alguns jornais também vão mudar.
.
FANTASMINHA CAMARADA – Funcionário fantasma é o maior problema para a gestão do serviço público.

NOSSOS ESTUDANTES – Estão cada vez mais burros, segundo pesquisa.

VAI PASSEAR NO MATO? Passe antes no Posto de Saúde para a vacina de Febre Amarela.

CALOR – Abuse dos sucos e das águas.

CASSAB – Vai ser cassado?

PÍLULAS –     São meus textos, mas se você não ouve ou não lê jornais não vai entender quase nada.

IRONIA – desde que entrei para mídias sociais, ligo os fato com ironia, mas sempre fui contra os FAKE NEWS.

NOTÍCIA – na pressa de colher em primeira mão, o jornalista acaba fabricando a notícia.

FUNDO PARTIDÁRIO – estraga a campanha. Sempre haverão os preferidos dos partidos.

CLEITINHO – mesmo eleito Dep. Estadual continua com o mesmo estilo. Que bom.

ESTADO ELEFANTE – Este Estado que aí está é o maior problema para os gestores.

SÃO OS MESMOS – Prestaram atenção? Os indicados para os cargos ão sempre os mesmos, há mais de 30 anos, nunca largam o osso, mudam de lugar..
.
SUÍÇA – Bom é lá onde os Deputados andam de bicicletas e não tem as mordomias como daqui….

BOEING – e lá se foi a nossa grande empresa na área da aviação a EMBRAER.

DESVIOS – O Brasil não vai para frente é por isso, sempre tem um desvio de verba lá na frente.

GREVE – nos moldes dos caminhoneiros, digo das empresas de transporte, devem ser consideradas como TERRORISMO e caso de segurança nacional.

PROPINAS – Sempre existiram o problema, é que pegam só quem recebe.

NOTÍCIAS FALSAS NO FACEBOOK

NOTÍCIAS FALSAS

Em épocas de eleições elas circulam por toda a cidade. São as notícias falsas. Tem o objetivo de prejudicar um candidato.

No ano passado foi nas eleições para Presidente dos EUA. Foram milhões de dados falsos, criados para prejudicar um dos candidatos.

No Brasil, nas eleições municipais, existem toneladas de notícias falsas contra candidatos que se assinadas por qualquer um deles o efeito é o mesmo: derrubar o inimigo
.
Acontece que ninguém leva o candidato até a justiça. Todos sabem que a “Justiça é lerda e cega”, não solucionará antes da posse do candidato eleito. Outros já concorrem, mesmo com a ficha suja, sabem que no fim, se eleitos, não vão ser processados.

No Facebook o assunto NOTÍCIAS FALSAS tomou proporções em nível de Brasil (ou do mundo). Uma notícia não verdadeira pode prejudicar para sempre uma pessoa, um cantor, um ator ou um empresário.

Um caso recente com cantor e compositor, em que o texto dizia que o dito cujo apoiava um determinado assunto, o que não era verdade. Foi parar na justiça e houve até um pedido de reparação de danos. As pessoas que preparam o texto e as que compartilharam foram citadas.

A notícia falsa – o chamado “hoax” (palavra em inglês que significa fraude ou boato) – não é novidade na internet, mas parece ter ganho uma visibilidade e frequência maiores no Facebook.

Você que sai clicando por aí sem pensar, compartilhando, pode estar sujeito a processo judicial. O próprio Facebook pretende regulamentar o assunto:

“Propostas

O CEO disse ainda que a empresa desenvolve sete propostas para combater a desinformação de maneira mais eficiente:

1. Desenvolver sistemas técnicos mais eficientes, para detectar o que as pessoas irão denunciar como falso antes que elas façam isso;

2. Tornar mais fácil o processo de denúncia reportagens falsas;

3. Fazer parcerias com organizações de checagem de fatos;

4. Rotular os links que foram denunciados como notícia falsa e mostrar avisos quando as pessoas lerem ou compartilharem estes links;

5. Aumentar a exigência de qualidade para os links que aparecem como “relacionados” na linha do tempo;

6. Dificultar o lucro dos sites de notícias falsas com anúncios;

7. Trabalhar com jornalistas para aprender métodos de checagem de fatos.  (Jornal Globo – G1)”

Quem quiser se prevenir tem o site www.e-farsas.com.brque desde de 2002 verifica se a notícia ou o texto são falsos.
Tem outras maneiras de verificar se uma notícia tem procedência: basta pegar o texto e jogar no Google e verificar se foi publicada por grandes jornais.
O pior que tem sites só de notícias bombásticas, falsas e chamativas, só para receber mais visitas e faturar dólares, com anúncios.
No Facebook ainda tem pessoas que pegam notícias de cinco anos atrás e publicam como se fossem hoje. Tem um caso de uma menina de seis anos e hoje ela já está com mais de dez anos. E continuam publicando…
Às vezes a pessoa já foi encontrada e aqui vai render assunto por muito tempo.
Tem muita coisa para verificar, mas com jeito você chega lá.
Manoel Amaral

MANÉ IRÔNICO II

MANÉ IRÔNICO II

Resultado de imagem para eleição 2016
Imagem Google

I – Eleições 2016: Kalil bebeu o Leite. Não teremos mais coxinhas, chegou a era dos quibes.

II – Votos em branco escureceu esta eleição.

III – RENOVAÇÃO? Não houve, só velhas raposas políticas.

IV – PSDB – cometeu o mesmo erro da campanha de 2012, para Presidente. Não renovou os candidatos do Partido.

V – REJEIÇÃO – 20 a 30% percentual muito alto. Casos em que foi maior que o candidato que ganhou a eleição.

VI – O GRANDE PERDEDOR? O PT.

VII – CRIVELA, religião ajuda na eleição.

VIII – REELEIÇÃO – Foram poucas graças a Deus.

IX – VOTO LIVRE, Nada de imposição, nova discussão para reforma política.

X – MULHERES, onde estão as mulheres do 2º turno?

XI – ABSTENÇÃO – alto índice, significando que o povo está rejeitando a política.

XII – VOTO OBRIGATÓRIO, Tema para próxima discussão reforma política.

XIII –RESSACA ELEITORAL – Avaliar os danos e tocar o bonde até 2018.

XIX – BOCA DE URNA – Crime pouco usado nestas eleições.

XX – PSDB –Mais prefeitos eleitos.

XXI – NANICOS – Mais força.

XXII – ABCD – PT perdeu o cinturão vermelho, não conseguiu nenhuma prefeitura por lá.

XXIII – PT – Perdeu mais de 10 milhões de votos, com relação a eleição de 2012.

XXIV -ESCOLAS FECHADAS – Um prejuízo de mais de R$3 milhões, quem vai pagar esta conta?

XXV – INDEFERIMENTO DE CANDIDATURAS – O povo quer saber, quem vai pagar as novas eleições.

XXVI – Deputado Federal Nelson Marchezan Júnior (PSDB) foi eleito neste domingo (30) o novo prefeito de Porto Alegre (RS).
XXVII – RECEITA FEDERAL – Vence hoje o prazo para repatriamento de fortuna no exterior. O Leão avisa: a bocada vai ser de 15%.

XXVIII – CIDADES DO 2º TURNO – Apenas 57.

XXIX – PARTIDOS – Os Nanicos estão crescendo de número, querem vencer a Cláusula de Barreira e participar do bolo partidário.

XXX – PREFEITO MAIS VELHO: Ele tem 88 anos, é professor Josibias Cavalcanti (PSD) da pequena cidade de Catende/PE.
XXXI – + JOVEM – Com 21 anos, Leonardo Caldas é o prefeito eleito mais jovem do Brasil, de um local chamado Milagres do Maranhão (MA)
XXXIII – Belo Vale recebeu 86,54% do total, Lapinha, Município Mineiro.
XXXIV – MAIOR PORCENTAGEM – Reeleito com 76,57% dos votos, Waldeli dos Santos Rosa (PR), de 56 anos da cidade de Costa Rica em Mato Grosso do Sul.
XXXV – Enquanto isso, em Divinópolis-MG, foi eleito (um dos mais votados) o Vereador TARZAN.
Veja aqui o grito da vitória: https://www.youtube.com/watch?v=9NL7nP61-hk
Manoel Amaral

ZICA VIRUS OU PREVISÕES PARA 2016

DIVERSAS PREVISÕES E PROFECIAS PARA 2016
Osvandir pesquisou, anotou, perguntou, entrevistou e vejam só o que ele pode apurar para o ano de 2016.  As fontes são secretas, como sempre, um mago do Amazonas, um astrônomo e um físico de São Paulo, um vidente, uma Mãe de um terreiro da Bahia, um escritor do Rio, um índio do Mato Grosso e vários outros estudiosos do assunto.


Tem três anos que publico esta lista e não mudou nada.
As previsões são as mesmas, entra ano e sai ano:
Tufões, maremotos e terremotos, passarão pelos EUA.
Um político safado baterá as botas para tirar a lama do Petrolão.
Atentado a bomba no Iraque, Paquistão ou Israel.
Israel promete não fazer mais guerra contra os fracos.
Ob ama o povo americano.
Terremoto na China ou no Japão destruirá uma cidade.
Maremoto pode acontecer no mar, próximo de alguma praia.
Arrastão: marginais vão “limpar” 1.500 pessoas na praia.
Mais um escândalo, políticos roubarão a caixinha de Natal.
Alguns políticos brasileiros terão prisão de ventre.
A turma do “colarinho branco” ficará sem a gravata.
Os EUA não invadirão mais nenhum país este ano.
A Amazônia deixará de ser cobiçada pela Inglaterra e por outros países.
As balas perdidas do Rio e São Paulo serão encontradas.
O Zica Virus foi inventado e patenteado por laboratório há muito tempo. E os cientistas, depois da aprovação da CPMF, chegarão a conclusão que ele não tem nada a ver com a Anencefalia.
Lembram dos mosquitos transgênicos? Está aí o resultado.
Mar de Lama não acontecerá em 2016. KKKKKK  E se acontecer as empresas não terão culpa de nada. O povo que é culpado por morar na beira do rio.
A AIDS terá uma vacina baseada no cocô de galinha preta.
Os traficantes vão doar grandes quantias em dinheiro, para a saúde pública.
Não haverá mais acidentes em nossas estradas que estão em ótimas condições.
Choverá muito no deserto de Atacama, ao norte do Chile.
Um vulcão extinto entrará em erupção, semeando lava no mar, formando uma ilha misteriosa.
Um meteoro cairá próximo ao México, aumentando, em consequência, o tamanho da ilha de Cuba, para desespero dos EUA.
Os minérios nióbio, urânio e outros importantes na era espacial, serão muito bem controlados pelo Governo Brasileiro.
Os Bancos vão baixar os juros dos cartões e cheques especiais.
As empreiteiras prometem gordas doações para eleição de 2016
Gasolina vai baixar de preço.
Governo diminuirá os impostos em 2050.
Deputados votarão o fim da reeleição em 2100!
Arqueólogos encontrarão numa ruína na Austrália novas profecias Maias para o ano de 2016.
As bolsas do mundo inteiro sofrerão queda neste ano, comemorando os 87 anos da “Quebradeira de 1929”.

Manoel Amaral

ACIDENTES COM AMBULÂNCIAS

ACIDENTES COM AMBULÂNCIAS

Imagem Google
“Ambulância é um veículo que roda muito e, assim, ele tem que ser substituído com certa brevidade.” Governador de Minas Antonio Anastasia
Três acidentes com ambulâncias aconteceram nestes dias, que me chamaram a atenção: um dia 17 deste, outro dia 21 e o último dia 22 de janeiro.
No primeiro um idoso de 82 anos faleceu. Foi quando uma ambulância bateu numa retroescavadeira em Franca (SP).
O segundo  o veículo público vinha de Nova Timboteua, no nordeste paraense, transportando sete pessoas, colidiu com um carro particular, partindo a ambulância ao meio, em Castanhal, (PA), seis ficaram feridos.
O último, do dia 22, ambulância da Prefeitura de Curitiba e um veículo Nissan se envolverem em um acidente, o paciente que era levado para exames de rotina no Hospital de Clínicas e o motorista ficaram feridos.
As ambulâncias do país inteiro estão em péssimas condições, e continuam rodando. A maioria dos Municípios não tem dinheiro para adquirir novos veículos. Esperam que o Governo Estadual faça essas doações, o que as vezes demora muito. Estão elas por aí, colocando em risco a vida das pessoas.
Um paciente nos informou que a ambulância em que viajava “não tinha nem marcador de gasolina, fora outras coisas graves como freios, pneus carecas, ferrugens e resto da lataria fazendo muito barulho”
Sei muito bem como são essas coisas, moro próximo a um hospital aqui na minha cidade e que recebe pacientes de vários municípios da região.
Os motoristas reclamam que quase sempre dormem pouco e têm que dobrar o horário, não existem substitutos.
São muitos os pacientes, em lugares diversos, inclusive na zona rural, que devem ser atendidos.
A rotina diária começa as três, quatro ou cinco da manhã e termina só lá pelas oito, nove ou dez da noite. Trabalho bem pesado.
Enfrentando todo tipo de dificuldade, até na alimentação (comem muito mal).
Estradas esburacadas, pneus carecas, veículos muito velhos, motores sempre falhando e percorrendo diariamente longas distâncias.
Em época de chuvas tudo piora, as estradas rurais ficam intransitáveis.
E ainda estão transportando pacientes, que as vezes tem que deslocar-se de sua cidade, duas vezes por semana para fazer hemodiálises ou tratamento de câncer.
A área de saúde está falida. Pode ser que melhore, esse ano teremos copa e eleições…
Manoel Amaral
Fonte:

Ambulância da Prefeitura com pacientes se envolve em acidente e .

Porto Noticias – http://www.jnmt.com.br

A COMENDA DA LIBERDADE E CIDADANIA

A COMENDA DA LIBERDADE E CIDADANIA



 “Se todos quisermos, poderemos fazer deste país uma grande nação.  
Vamos fazê-la.” Joaquim José da Silva Xavier – Tiradentes
Por voltas de 10 horas chegamos a Fazenda do Pombal, berço de Tiradentes para participar da entrega da 3ª Comenda da Liberdade e Cidadania, representando a Academia Divinopolitana de Letras, Augusto Fidélis  juntamente com mais de 100 pessoas.

Todos os anos é feita a entrega a cidadãos mineiros, brasileiros e estrangeiros que contribuíram com o desenvolvimento socioeconômico, turístico e cultural da região, de Minas Gerais, principalmente na região do Rio das Mortes.

A principal função da Comenda, além de condecorar aqueles que se destacaram no cenário nacional, é de despertar nos cidadãos, principalmente nos jovens, o sentimento de nacionalidade”, explicou o chanceler da iniciativa, Eugênio Ferraz.

Este ano coube a Prefeitura de Ritápolis a organização, na Fazenda do Pombal, da entrega da Comenda da Liberdade.
O encarregado do evento foi o secretário de Cultura e Turismo do município, Jaci Mauro Damasceno.

O evento teve início às 10h30min, com a entrega das medalhas e dos certificados da comenda e se estendeu até por volta das 14 h.

“Contou com uma palestra sob o tema “O Auto da Devassa”, revelando detalhes da vida de Tiradentes, e uma apresentação musical”, informou Damasceno.

“Houve indicações das prefeituras das três cidades e dos presidentes das três Câmaras, além de institutos históricos e culturais da região. Haverão agraciados de todo o país, pessoas de projeção, que trazem o desenvolvimento de uma forma direta ou indireta para o evento”.
Fazenda do Pombal
Berço de Joaquim José da Silva Xavier, a Fazenda do Pombal, hoje, além de ser um importante patrimônio histórico, é uma reserva ecológica administrada pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), órgão vinculado ao Ministério do Meio Ambiente.

A TV Campos de Minas esteve presente neste evento entrevistando personalidades que fazem a diferença, diretamente de Ritápolis,  o berço, morada e pontos de lutas de Joaquim José da Silva Xavier, o mártir da Inconfidência Mineira, símbolo máximo de um grito de liberdade.

Fonte: Gazeta de São João del-Rei 

Manoel Amaral
www.casadosmunicipios.com.br
http://www.amazon.com/dp/B00GLAOGMQ link para o meu e-book lançado hoje.

AS LEIS ORGÂNICAS MUNICIPAIS

AS LEIS ORGÂNICAS NÃO SÃO MAIS AS MESMAS

Imagem Google

                     “Quereis prevenir delitos? Fazei com que as leis sejam claras e simples.”                  
 (Cesare Beccaria)
Estava a folhear uma lei orgânica escrita e aprovada em março de  1990 e depois sem nenhuma atualização.

Na parte das Disposições Transitórias não tinha nada que salvasse. Tudo estava desatualizado.

E o Projeto de Emenda teria que fazer ginástica para corrigir aquele texto antigo e num linguajar que nunca foi próprio para legislação; com sentido duplo. Onde precisava de incisos colocaram alíneas e vice-versa. No local de um parágrafo ficou tudo agrupado no artigo.

O pobre do legislador esforçou-se para torná-la melhor, mas estava difícil, tinha tanta bobagem e coisas particulares que mesmo melhorando a redação dos artigos a lei não iria se tornar compreensível.

O que aconteceu? Houve uma pausa para meditação. O Divino Espírito Santo iria agir, só Deus para torná-la legível e aplicável.

Todo o texto espúrio foi retirado e no lugar implantado um texto novo e prometedor, sem ofensas e arcaísmos.

Acabaram os “Fica criado”, substituído por “Deverá ser criado”. Onde estava escrito “O Prefeito fica obrigado”, tudo foi revogado, porque não devemos elaborar leis para “amarrar” o Executivo.
Os Poderes devem ser independentes e harmônicos entre si.” (Art. 2º Constituição Federal)

Um deve ser o amparo, ajudar o outro. Nunca querer sobrepujá-lo. Os dois devem servir ao povo criando lei justas e aplicáveis.

Cada Lei Orgânica Municipal, também chamada de Constituição Municipal, tem a obrigação de “assegurar o exercício dos direitos sociais e individuais, a liberdade, a segurança, o bem-estar, o desenvolvimento, a igualdade e a justiça, visando a construção a nível municipal de uma sociedade mais justa, fraterna e democrática, com o auxílio e participação da comunidade.” Lei Orgânica Municipal de Cascavel, Paraná.

“Nós, vereadores, em conjunto com a população, com o objetivo de construir e assegurar uma sociedade livre, justa e fraterna, decretamos e promulgamos, sob a proteção de Deus, a Lei Orgânica do Município de Bauru.”  Março/1990 – Rodolpho Pereira Lima 

Para finalizar lembramos que:
Poder Executivo
– Função típica: administrar a coisa pública (república);
– Funções atípicas: legislar e julgar.
Poder Legislativo
– Funções típicas: legislar e fiscalizar;
– Funções atípicas: administrar (organização interna) e julgar.
Manoel Amaral

VEREADORES EMBOLSARAM AS VERBAS INDENIZATÓRIAS

VEREADORES EMBOLSARAM AS VERBAS INDENIZATÓRIAS
Imagem Google

Não se sabe o porquê do espanto. Só no Norte de Minas? Não! No Brasil inteiro. Desde que criaram as tais verbas indenizatórias, há alguns anos, em quase todos os municípios brasileiros há este tipo de fraude.

Foi investigado só agora, por que estava atingindo a Receita Estadual por sonegação fiscal, do contrário estariam lá a cada mês pegando o seu dinheirinho.

Desde que as Câmaras começaram a criar as tais verbas indenizatórias, tomando de exemplo as Assembleias Legislativas, que de tudo foram aparecendo: Nota Fria, Nota Quente, Nota Branca, Notinha, Notão, Gasolina, Supermercado, Mercearia, Farmácia, Cultura (nada!).

Contabilizado a quantidade de gasolina de um mês daria para os carros das Câmaras rodarem um ano, já fizeram estas contas. Num município, que não vou dizer o nome, as notas estavam tão altas que dava para ir a lua e voltar umas três vezes.

Como os Senhores Vereadores e Contadores estavam viajando, rodavam dia e noite, noite e dia. Era nota de tudo, menos bebidas, que era proibido, mas mesmo assim enchiam o carrinho de cervejas, os mais puros vinhos do Chile e até cachaças de Salinas, produzidas ali mesmo no Norte de Minas, mas na notas saia outra coisa, tudo bem secretinho, para ninguém descobrir a fraude.

Está tudo esclarecido em vários processos, que acabam dando em nada, eles fingem que devolvem e fica por isso mesmo e continuam dilapidando o erário público, todos sabem disso.

Sem contar os Executivos que desviam até da merenda escolar, da saúde, educação, em tudo. Está nos jornais, todo dia.

O povo doente, sem remédios e Prefeituras enterrando caixas cheias de medicamentos vencidos. Por quê? Compras em excesso em licitações fraudulentas.

Eles conseguem fazer de tudo para entregar  aos seus capachos os resultados de uma licitação fraudada, marcada, sei lá mais o que. Levam uns trocados (também os Servidores) e fica por isso mesmo.

Estava indo tudo bem até que apareceu a “Operação Caximanha” (que nome mais estranho)  e alguns Vereadores de Bocaiúva, não percebendo a “manha”, naquela manhã, foram todos pegos de surpresa.

O próprio nome da operação pode ter diversos significados: 1) Expressão “caxa” designa ou situação muito favorável ou benéfica; satisfação;  já “Manha” 1. Macete, técnica – 2. Malícia, esperteza e outro resultado que nem vou dizer, é melhor vocês mesmos verificarem no dicionário. “Caximanha” então deve ser Caixinha da Esperteza, mas neste caso a Polícia foi mais esperta.

Como disse no início, não se assustem desde que foram criadas as tais Verbas Indenizatórias que existe este tipo de coisa e não é só na área municipal, também na área estadual.

A nível estadual os Deputados usam mais a verba indenizatória para gastos com serviços de divulgação, serviços de gráfica, alimentação parlamentar (seja lá o que for isso), combustíveis, alugueis e principalmente consultorias, pesquisas e estudos técnicos. Dá mais dinheiro, são caras. Gostaria de ser um Consultor de Pesquisas e Estudos Técnicos, se fosse não estaria aqui ralando para escrever estas linhas.

A Assembleia (de Goiás) também não exige esses documentos dos parlamentares e efetua o pagamento da verba mediante uma simples folha de papel, onde se relacionam essas despesas de modo genérico.

“A verba indenizatória é considerada unanimemente, no Brasil, como uma excrescência, dentre as muitas que se multiplicam no interior dos Poderes Legislativos federal, estadual e municipal “, já dizia  Welliton Carlos, no Diário da Manhã, em 24;03;2013.

Uma tonelada de “caximanhas” para todos.

Amanhã o bicho vai pegar, vamos falar sobre as Fraudes nas ONGs. Aguardem. (Antes de escrever o artigo já estou recebendo ameaças). Podem ficar tranquilos, não vou citar nomes, só os municípios. Está bem, nem vou citar os municípios…
Manoel Amaral

www.casadosmunicipios.com.br


OS VELHINHOS DA MANIFESTAÇÃO

OS VELHINHOS DA MANIFESTAÇÃO

         “Os políticos e as fraldas devem ser mudados frequentemente e pela mesma razão.” Eça de Queiroz

Aqueles velhinhos que na maioria assistiram pela TV, em 1984, a manifestação Diretas Já, quando mais de um milhão de pessoas lotou a Praça da Sé na capital paulista, agora estavam na sua manifestação.

Eles vinham descendo a rua, a intenção era passar defronte a Prefeitura para protestar, mas faltaram forças,  foram parar na Praça.

Uns já cansados, procurando água, amparados pelos netos, outros piores ainda, botando água pela boca.

Alguns empunhando cartazes ultrapassados como: Fora Getúlio! Fora Collor! Fora Lula!
Livros foram deixados pelo chão. Cartolinas com vários pensamentos e até aquele que dizia:
“Somos ricos, temos:
Prata nos cabelos;
Ouro nos dentes;
Pedras nos rins;
Cristais na vesícula;
Açúcar no sangue;
Chumbo nos pés;
Catarata nos olhos;
Ferro nas articulações
Água nos joelhos e
Uma fonte inesgotável de gás natural…”

E não faltava gás mesmo, foi um barulho geral.

E outros cartazes diziam o seguinte:
“Velhice é quando o trabalho já não dá prazer e o prazer começa a dar trabalho.”

“Não é só pelos 20 centavos, o povo percebeu que os privilegiados continuam mandando e a impunidade campeando.”

“Não somos imbecis, queremos nossos direitos.”

“Joaquim Barbosa para Presidente.”

“Vamos acabar com tantos ministérios.”

“23 mil, para que tanto cargo de confiança?”

“Queremos o trem bala!”

“Redução tarifa celular.”

Tinham de tudo nos enunciados, porém eles tropeçaram nas pedras e escorregaram nos lixos e sem local para tirar a água dos joelhos sentaram logo nos bancos da praça.

A reunião começou, alguns estavam dormindo, outros lendo papéis velhos.
E não faltaram protestos. O presidente dizia que era preciso ter tolerância para alguns assuntos.

Uns poucos não concordavam e afirmavam que era preciso os mais velhos protestarem para dar exemplo para os mais novos.

Lá fora o mundo fervilhando e ali todos discutindo abobrinhas!

Um deles até falou direto e reto, achando o que o assunto fosse música:
— Bem disse ao velho Caubi Peixoto: CONCEIÇÃO, ninguém sabe, ninguém viu…

Encerrada a reunião todos foram convidados para o Chá das cinco, no bar da esquina, mas na realidade foram tomar o seu remédio para artrite, gota, coração, diabetes, bronquite crônica, mal de Alzheimer e outras demências.
Manoel Amaral
www.afadinha.com.br

O VELHO TIO SERAPHIM – II


O VELHO TIO SERAPHIM – II

Capítulo II
O Começo

Seraphim Toledo de Oliveira era o seu nome completo.

No dia seguinte ele já estava lá na Prefeitura para dar início a recepção de cargo. Muito políticos de outras cidades querendo aparecer ao seu lado nas fotos. Jornais, TVs e Rádios no seu encalço. Assessoria não dava trégua. Foi aí que ele falou:
– Fui eleito por este povo guerreiro de Jilópolis, vou fazer por onde para merecer o seu respeito…

Não acabou de dizer o resto e já foi uma salva de palmas de todos os cantos. Estava encerrado o discurso. Cafezinho, biscoitinhos, docinhos, todos produzidos pelas prendadas donas de casas.

Prefeito eleito e empossado, agora era começar a trabalhar. Chamou todos os servidores e fez uma listagem sobre o que cada um fazia.

Examinou a lista, alguma coisa achou muito engraçado, mas não riu. Tinha gente que era pago para vigiar os colegas de trabalho. Outros nem sabiam direito o que faziam, passavam o tempo todo andando pra lá e pra cá. Se fossem colocados em suas salas, iam faltar cadeiras.

A solução foi perguntar para todo mundo o que sabia fazer e separar por turmas. Muitos não sabiam ler. Tinha funcionário dirigindo trator sem ter habilitação.

Os que não tinham qualificação foram encaminhados, a cidade vizinha para participar de cursos. Os motoristas foram frequentar as autoescolas, os que tirassem carteira seriam admitidos os demais poderiam participar de outros trabalhos.
Logo nos primeiros dias as Diretoras das escolas queriam programar festinhas com a participação do Prefeito.

As escolas municipais estavam uma lástima. Prédios depredados, faltando tudo, inclusive merenda escolar. Um relatório foi encomendado e Seraphim ficou sabendo de todos os problemas.

As máquinas pesadas e os veículos estavam recolhidos ao pátio da Prefeitura para levantamento. Alguns carros (até com boa lataria) não tinham motores, pneus carecas. Um por um foram examinados e verificaram que só dois tinham condições de rodar. Na área da saúde não tinha nenhum. Ônibus escolar com freios amarrados até com arame farpado. Uma coisa de espantar.

Examinando a documentação dos mais novos, verificou que faltavam dois carros comprados na gestão passada. Onde estariam?

Perguntou mas ninguém respondeu. Aí o barbeiro da cidade disse:
– Um está na garagem do Cel. Odorico e o outro é só perguntar para o Vereador Ximbica.

Não precisou perguntar. No outro dia os dois carros estavam no pátio da Prefeitura.

O contador da gestão passada tinha adquirido 10 computadores e 2 impressoras, mas procurando por todas as salas, nada foi encontrado.

Novamente o barbeiro da cidade, Senhor Zelito disse:
– Procurem na Lan House do filho do ex-prefeito, está tudo lá.
Nos dias seguintes foi até engraçado: começaram aparecer motores, ventiladores, computadores e outros equipamentos menores, que eram cuidadosamente colocados no depósito.
O Prefeito resolveu de imediato contratar o Zelito como seu Secretário Particular. Viu que ele era um homem de coragem.

Ele até deu uma sugestão:
– Senhor Prefeito, enquanto não arrumam os caminhões de lixo poderíamos usar as carroças, tem muita gente precisando de trabalho.
– Boa ideia Zelito, vamos fazer isso sim.

Analisando todos os problemas do município, dos servidores, da cidade e da população, traçou um Plano para Desenvolvimento Integrado, tudo dentro das possibilidades e dentro da lei. Enviou para a Câmara Municipal. Os Vereadores, nem olharam, não gostaram e não aprovaram.

O Prefeito foi então até a Câmara, conversou com o Presidente e os Vereadores para saber a razão. Cada um foi ouvido. O que pediram foi anotado, mas informou que faria tudo de acordo com as verbas que recebesse mensalmente.

Havia contas atrasadas, compra ilegal, sem licitação. Muita gente mamando no dinheiro público. Fez uma limpeza nestas saídas indevidas.
Solicitou uma reunião com os secretários e o contador. Zelito estava lá anotando tudo.
O Contador veio logo com aquele papo de LDO-Lei Diretrizes Orçamentárias, LOA-Lei Orçamentária Anual, Lei de Responsabilidade Fiscal e outras Leis Federais. Começou muito bravo, mas se acalmou quando descobriu que Seraphim tinha vários cursos superiores e conhecimento de legislação municipal, estadual e federal.

Queria um relatório completo da situação de cada secretaria e contabilidade. De agora em diante, todos os dias, às 17 horas, o Caixa deveria apresentar a mesa do prefeito relatório das entradas e saídas.

Manoel Amaral